Tag

revalida

SERÁ O FIM DO REVALIDA? A presidente do inep Maria Inês Fini, declarou em reunião que o INEP NÃO SERÁ MAIS RESPONSÁVEL PELO REVALIDA

By | MEDICINA NO EXTERIOR | No Comments

“Em reunião, solicitada pelo deputado Alan Rick, estiveram presentes o presidente da Associação dos Médicos Brasileiros Formados no Exterior Dr. José Alves Tosta Neto, Dra. Tatiana Gislaine Julianelli – Médica em Complementação, Dr. Jean Dornelas – Advogado da Universidade Brasil, Alessandro Rogério Botaro – Coordenador Pedagógico e Dra. Thayza Bernardes – Advogada.

(ESSA INFORMAÇÃO NÃO FOI PUBLICADA POR NOTA OFICIAL! AINDA NÃO É DEFINITIVO!) O INEP não será mais responsável pela prova do Revalida a partir deste ano.

A presidente do inep Maria Inês Fini, declarou que o INEP NÃO SERÁ MAIS RESPONSÁVEL PELO REVALIDA.

De acordo com a presidente do INEP, as Universidades Federais serão responsáveis pelo processo de Revalidação de diplomas Médicos, As provas serão aplicadas seguindo a plataforma Carolina Borio, onde cada universidade terá sua autonomia para aplicar o exame.”

Tentamos entrar em contato com o INEP, porém, não obtivemos sucesso.

OPINIÃO REVALIDAÇÃO MÉDICA

Antes do revalida, as universidades federais eram responsáveis pelo processo de Revalidação de diplomas médicos.

Alguns pontos importantes que devem ser debatidos:

Qual será o valor da taxa de inscrição? (lembrando que antes do Revalida, algumas universidades cobravam valores de até 5 mil reais, isso há 8 anos, quem seria responsável para controlar esses valores, lembrando que a Universidade terá autonomia pra tudo)
Sabemos que no portal Carolina Bori, o candidato a revalidação do diploma, somente pode entrar com um processo por vez em uma Universidade Federal, ou seja, somente um processo por vez. A questão é: Se as provas seguirem o mesmo modelo da UFMT, o número de aprovados será de menos de 1%, portanto, quantas vezes pode ser realizado o processo de Revalidação de Diplomas no novo formato?
O conselho Federal de Medicina já declarou que é contra o processo realizado pela UFMT, principalmente no que diz respeito a COMPLEMENTAÇÃO. Como ficaria a complementação caso o CFM resolva entrar no judiciário contra as universidades federais que realizem esse processo?
A Universidade terá total autonomia para: Verificar documentos e realizar provas. Qual seria o prazo da universidade federal para expor algum parecer sobre a documentação e prazo para aplicar as provas?

Fonte: Doctor Med Mac

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com